Encontro dos 25 Anos.

A VI Turma de Agronomia de Dourados completa 30 anos de formatura.

sábado, 31 de dezembro de 2016

Achachairú

Eduardo Rojo Flores
Hoje, no último dia do ano de 2016, vamos prestar uma homenagem a um colega da VI Turma contando um estória que junta agronomia e amizade.


O colega Eduardo Rojo Flores (1965-1990), de Santa Cruz de la Sierra - Bolívia, sempre comentava sobre uma fruta de origem daquele país: Achachairú.


Ele trouxe algumas frutas e presenteou o colega Milton Ferreira, que as plantou em sua casa.


Hoje aquelas frutas viraram uma árvore que já está dando frutos. Estes frutos estão sendo distribuídos entre os colegas que estão plantando as mudas em outras cidades.



Nesse ano de 2016, quando completamos 30 anos de formados, estamos colhendo os frutos da nossa amizade, que semeada em 1983. Queremos ainda colher muitos frutos e distribuir suas sementes.

Os frutos

A primeira árvore












Para saber mais sobre essa fruta, que hoje é mais conhecida no Brasil, clic aqui. 

Queremos continuar plantando a Achachairú, dando continuidade ao esforço do Eduardo que nos apresentou esse espécie que atualmente é cultiva no Brasil. Essa será uma maneira de matermos viva a lembrança desse grande colega, muito admirado por todos.

Para maiores informações:

Video 1. 

Video 2. 

Video 3. 

terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Aniversário de Dourados

A nossa turma era composta por em sua maioria por alunos oriundos de outras cidades e Estados, e mesmo do Exterior.
A chegada a Dourados foi impactante para a maioria, tanto pelo distanciamento da família, como também pelas características próprias da cidade.
Mas essas dificuldades foram logo superadas e passamos a admirar e a exaltar a cidade de Dourados.
Sua história, ligada à Guerra do Paraguai e à Colônia Agrícola Nacional de Dourados; sua população diversificada; a qualidade do solo e a força da agricultura; a influência da cultura indígena e paraguaia; a poesia do Emanuel Marinho entre outros valores foram percebidos e incorporados no jeito de ser da VI Turma.
Alguns ficaram, após a formatura, vivendo e trabalhando em Dourados ou na região, tão forte era o sentimento de pertencimento construído.
Ainda hoje cultivamos com prazer as lembranças vividas em Dourados na primeira metade dos anos 80.
Quando retornamos, mesmo que o tempo tenha apagado algumas das nossas referencias, ainda nos sentimos em casa. E isso se deve muito aos colegas da VI que já moravam em Dourados e aos amigos que fizemos na cidade e na região.
A todos vocês nossos agradecimentos.
Parabéns Dourados !

sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

Parceria viabiliza primeiro laboratório para monitoramento de agrotóxicos nos rios de Mato Grosso do Sul


A partir de 2017, Mato Grosso do Sul contará com o primeiro laboratório referência em análise e monitoramento de resídulos de agrotóxicos em águas superficiais do Estado. As obras serão realizadas na Embrapa Agropecuária Oeste, em Dourados - MS. Você pode ler a matéria aqui.

terça-feira, 13 de dezembro de 2016

30 Anos

Trote em 1983

No dia 13 de dezembro de 1986 um grupo de 39 formandos foram graduados pelo curso de Agronomia da então UFMS, atualmente UFGD, em Dourados – MS. Foi a consagração de sonhos e esforços individuais e familiares. Os quatro anos de faculdade foram intensos e repletos de acontecimentos que aproximaram e uniram os 32 jovens que ingressaram no ano de 1983 e outros colegas que se somaram ao longo da jornada acadêmica. As dificuldades financeiras, a distancia das famílias e a luta por melhorias no jovem curso de agronomia contribuíram para imprimir algumas características especiais à VI Turma. Essas características acompanharam a todos durante
esses 30 anos, tanto na vida profissional como na vida pessoal e familiar. O respeito para com os colegas e a responsabilidade social e profissional tornam possível, depois de 30 anos, o reencontro para renovar as esperanças numa agricultura sustentável e numa sociedade mais justa e democrática. 
Formandos em 1986

Adaptando o Acróstico escrito pelo professor José Luiz Fornasieri: A força jovem continua labutando e olhando pelos menos favorecidos, respeitando a terra, melhorando a qualidade de vida, ajudando a construir a Nação e buscando novas soluções, desconstruindo barreiras e orientando o homem do campo. Sucesso a todos !   

quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Plantio das mudas

Dia 06 de dezembro de 2016.
Foi a data escolhida para plantarmos sete mudas de espécies do cerrado: Pequi; Pau d'alho; Jequitibá branco; Guaritá; Peroba rosa; Amendoim e Angico branco. Essas mudas foram plantadas na praça Reinaldo Verdugo, no bairro Parque Alvorada, em Dourados. Participaram do plantio os colegas Márcio Giurizatto; Osvaldo Carbonari; Paulo Guilherme Cabral; Valteci Castro Jr;  Rozilene B. G. Ferreira e Manoel Avelino de Oliveira. Ainda tivemos o apoio do Vadim Carbonari e do professor Luis Fornasieri e o acompanhamento da Beth, da Jade, da Paloma e do Tio Valdessi Carbonari. Os colegas que não puderam participar acompanharam tudo pelo WhatsApp.

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Dia do Extensionista Rural

No dia 06 de dezembro é comemorado o Dia do Extensionista Rural, um papel desempenhado por profissionais de várias áreas de formação e que desempenham uma função fundamental para o Desenvolvimento Rural Sustentável, apoiando os agricultores familiares na busca por melhores condições de vida, de produção e de participação política. Nossas homenagens aos colegas da VI Turma que atuam nessa área: Valteci Castro Jr, João Bosco Teixeira; David Lourenço e Robson Luis de Morais.

segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Retorno ao NECA

Osvaldo Carbonari e Paulo Cabral 
No encontro dos 26 anos nós plantamos duas mudas de Jatobá no antigo NECA - Núcleo Experimental de Ciências Agrárias, que atualmente é a sede da UFGD e da UEMS. Retornamos agora para verificar a situação das mudas plantadas em 2012.
Aproveitamos também para fazer uma reunião com a direção do CAAD - Centro Acadêmico da Agronomia de Dourados, importante organização do Movimento Estudantil que contribuiu muito para a melhoria do curso, tendo assumido papel de destaque na política estudantil na antiga UFMS e no cenário nacional do Movimento Estudantil da Agronomia do Brasil. Foi uma oportunidade para compartilhamos experiências e reforçar a importância da participação política dos estudantes, de forma crítica e autônoma, buscando refletir com o conjunto dos estudantes sobre a situação política do País e especialmente sobre o papel dos / das Agrônomos (as) na promoção do Desenvolvimento Rural Sustentável.

sábado, 3 de dezembro de 2016

Reforçando a solidariedade

Visitamos o colega Milton Ferreira, ao centro,  na Danta Casa de Campo Grande, onde ele exerce voluntariamente o cargo de Diretor de Finanças. O Milton sempre foi muito dedicado às ações beneficentes e mais uma vez da provas de seu compromisso com os mais necessitados, assumindo esse desafio gigantesco. Eu e Valteci Jr percorremos todos os andares da Santa Casa, um dos maiores hospitais do País, e observamos as obras que estão sendo realizadas para melhorar a infraestrutura do hospital.

Revendo amigos

Iniciando a curta jornada por Mato Grosso do Sul para comemorarmos os 30 anos da formatura da VI Turma da Agronomia de Dourados UFMS/UFGD encontrei-me com David Lourenço e Valteci Jr, em Campo Grande no dia 01 de dezembro de 2016. 
O momento foi enriquecido pelas lembranças dos fatos que aconteceram durante os anos de faculdade, com espaço também para avaliar a atualidade brasileira, repleta de conflitos e incertezas. 
Os anos passam mas as verdadeiras amizades se mantém.